Entenda o que é Long Tail no SEO: veja quando usar e algumas dicas

Se você utiliza uma estratégia de marketing de conteúdo que vem deixando a desejar, talvez seja porque as técnicas de otimização não estejam sendo utilizadas de forma correta. Uma das técnicas que devem ser utilizadas corretamente é a utilização da long tail no conteúdo escrito, pois as palavras-chave com longos termos especificam ainda mais as palavras-chaves.

Você já deve ter ouvido falar ou lido em algum artigo que a palavra-chave é um dos principais meios de otimizar um conteúdo na internet. Um conteúdo otimizado é o mesmo que um tráfego alto e um bom ranqueamento do site nos mecanismos de busca.

Neste artigo vamos abordar o uso de palavras-chave do tipo long tail e o poder que elas exercem sobre um conteúdo na internet. É importante saber que existem muitas pessoas que também utilizam as mesmas palavras-chave que você, com objetivos e conteúdos semelhantes. Diante disso, vamos mostrar como a utilização das long tails fazem a diferença na hora de destacar seu conteúdo. Veja tudo isso a seguir!

O que é long tail?

A palavra long tail é uma expressão utilizada quando o assunto é mecanismos de busca e pesquisa do usuário da internet. Long tail significa “cauda longa” e são palavras-chaves específicas que vão além do comum. Ou seja, as long tails são palavras-chaves mais especificas que palavras-chaves genéricas, e se destacam nos mecanismos de buscas. De uma forma mais clara, as long tails são pequenas sentenças de palavras-chave, com quatro ou mais palavras com termos ligados ao assunto.

Um exemplo disso é: ao digitar a palavra “médico” no Google, os resultados serão bastantes genéricos e nada específicos, podendo aparecer propagandas, artigos científicos, notícias recentes, tudo muito aleatório. Porém, se você digitar “médico especialista em neurocirurgia no Alto Tiête”, você estará encontrando uma lista de médicos que fazem esse tipo de cirurgia na região do Alto Tiête. Essa é a forma de ir direto ao assunto quando se pesquisa por algo.

Um outro exemplo de long tail, é quando um usuário que saber o nome de um filme que já assistiu, gostou, e quer assistir novamente, mas não lembra ou não sabe o nome do filme de jeito nenhum. No exemplo do filme, o usuário quer encontrar um filme de comédia sobre zumbis, e para fazer isso, ele pode digitar algo referente ao filme, como “filme de comédia com zumbi”, “filme de comédia com zumbi e namoro” ou “filmes de zumbi consagrados”. Essas são formas de pesquisar pelo filme “Meu Namorado é um Zumbi”, de 2013.

Isso também acontece muito com músicas, pois as vezes você ouviu uma música que gostou, mas não sabe o nome e nem quem canta. Neste caso, com uma simples pesquisa feita com palavras-chave long tail no Google, você digita um trecho da letra da música no campo de pesquisa e os resultados de primeira página com certeza irão apontar a música que não sai da sua cabeça. Esses são exemplos de long tail que acontecem a todo instante, e podem direcionar um conteúdo caso ele tenha sido elaborado para este tipo de pesquisa.

É importante deixarmos claro que os exemplos acima são do ponto de vista do usuário da internet. Mas, essa estratégia é estudada por especialistas em marketing de grandes empresas, corporações, médicos e pequenos empresários, além de blogueiros, donos de site e redatores especializados no assunto. Não importa a língua em que o conteúdo foi redigido, se o conteúdo possui long tails trabalhadas de forma estratégica, com certeza o Google irá colocar esse conteúdo na frente daqueles que não prezam por essa estratégia.

Long tail exemplo

O que são mid tails e head tails?

Como podemos notar, esses são termos criado na língua inglesa, porém, são palavras bastante conhecidas pelos técnicos em SEO (Search Engine Optimization) aqui no Brasil. Assim como as long tails, as mid tails e as head tails têm suas características na hora de otimizar um conteúdo escrito na internet. 

A palavra-chave do tipo mid tail, comumente conhecida como short tail, possui menos termos, ficando entre dois e três termos na sentença. Já as head tails são as mais populares entre os estrategistas de SEO, principalmente entre os mais leigos no assunto, pois possuem somente uma palavra-chave em trechos estratégicos do conteúdo. Logo abaixo você pode ver alguns exemplos claros do que são head tails, mid tails e long tails:

  • Head tails: “médico”, “marketing”, “gestão”;
  • Mid tails: “médico cirurgião”, “marketing digital”, “gestão de empresas”;
  • Long tails: “médico cirurgião vascular em São Paulo”, “marketing digital para médicos”, “gestão empresarial na prática”.

As palavras-chave com um, dois, três, quatro ou mais termos, devem ser abordadas de forma conceitual e estratégica no conteúdo que será gerado. As palavras head tails geralmente possuem um grande volume de buscas realizadas nos mecanismos de pesquisa. Essas palavras são mais genéricas e a concorrência entre elas é bastante grande. Neste caso, como uma palavra-chave que possui milhões de buscas mensais e é utilizada por todos tem o poder de atrair os usuários para o seu conteúdo?

Para fazer uma palavra-chave ser mais eficiente para você do que para o concorrente do seu site, você deve utilizar palavras-chave dos três tipos citados logo acima. Em especial, as long tails são excelentes formas de maximizar palavras-chave head tails ao combina-lás em sentenças contextualizadas.

Quando um redator experiente elabora um conteúdo de texto para internet, ele utiliza palavras-chave e seus sinônimos de forma estratégica. Quando elas são utilizadas em pequenas sentenças ao longo do corpo do texto, no título, nos subtítulos e na descrição das imagens, elas deixam de ser algo genérico e especificam bastante as pesquisas de usuários a todo instante. Tente antecipar como um usuário comum pesquisaria por algo na internet e construa pequenas sentenças long tail estratégicas para o seu conteúdo na internet.

Portanto, procure utilizar palavras-chave importantes para especificar o seu conteúdo com palavras-chave do tipo long tail. Pesquise com o Keyword Planner quais palavras-chave referente a um determinado assunto estão em alta. Veja quais são as palavras-chave genéricas em alta, combine-as para contextualizar pequenas sentenças long tail e utilize sinônimos para otimizar seu conteúdo na internet.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

icone google

Quer aprender a posicionar os seus serviços no Google?

Você vai aprender desde a criação do seu site, organização de páginas e postagens, técnicas de SEO para negócios locais, como o Google funciona e como posicionar o seu site nas melhores posições dos buscadores.