Marketing Nutricional: o que é, como fazer e como funciona

A principal atividade do marketing é a obtenção de lucro para os setores da indústria mais competitivos. São as estratégias da indústria do marketing que irão fortalecer a venda de produtos e serviços em outras indústrias ao redor do mundo. O marketing é visto como uma ciência na hora de promover um negócio e possibilitar que a relação entre cliente e empresa ocorra. No mercado de alimentos, as estratégias de marketing são muito comuns. Devido a isso, existem diversas opções de escolha na hora de fazer a compra de alimentos, todas elas impulsionadas por propagandas na internet, na TV, rádio, jornal e revista. 8 Dicas para montar um Consultório de Nutrição

Tudo isso levou a indústria dos alimentos a lançar tendências, como o marketing nutricional. Neste post, vamos falar mais sobre o que é marketing nutricional e sua importância. Veja como surgiu esta tendência e porque esse tipo de marketing é importante para as pessoas. Veja tudo isso a seguir!

banner Marketing Nutricional

Marketing Nutricional

O marketing nutricional é um conjunto de medidas que nasceu com as diversas cobranças de órgãos e especialistas diante dos tipos de alimentos vendidos pela indústria alimentícia. Ou seja, os alimentos consumidos pelas pessoas devem ter em seus rótulos informações nutricionais sobre o que neles estão contidos. Mas, os especialistas em marketing observaram nisso uma oportunidade muito importante de impulsionar um alimento apelando para seus valores nutricionais e benefícios que ele oferece. Áreas de Atuação do Nutricionista: dicas de escolhas e melhores nichos

Considerando que nos últimos anos nunca se falou tanto em nutrição, em alimentação balanceada, alimentos saudáveis, alimentos orgânicos, fast food, gordura trans, glúten…O que podemos ver é que a indústria alimentícia tem nos fatores nutricionais argumentos fortes para lançar grandes campanhas de marketing. Esse é um fenômeno que já dava sinais de algo de grande importância no Brasil e no mundo ao longo dos últimos anos.

Os profissionais da área estão cientes de como utilizar devidamente as tendências da nutrição sempre que são consultados. A profissão de nutricionista é bem vista e é uma com as maiores procuras em cursos oferecidos nas instituições de ensino. Até o final da penúltima década, os consumidores não se importavam tanto com a quantidade de calorias em um produto, quanto de gordura um produto oferece, se contém glúten, soja… Essas preocupações tornaram-se um fenômeno social nos últimos 20 anos, com bastante propaganda e incentivos de órgãos, médicos e empresas a fim de promoverem a redução da obesidade, redução dos números de casos de diabetes e outras doenças. Como Aparecer no Google: 5 formas para o seu negócio ser encontrado no Buscador

O marketing nutricional deriva diretamente da necessidade de se falar dos alimentos benéficos para a saúde e como eles podem evitar doenças. As mídias passaram a enfatizar esse tipo de propaganda a fim de melhorar a saúde da população com informações veiculadas constantemente. Mas, isso também lançou a oportunidade de diversas empresas do setor alimentício falarem bem de seus produtos a fim de colocá-los acima da concorrência. O valor nutricional dos alimentos passou a ser alvo de pesquisas e estratégias de marketing com grande potencial de venda de produtos.

*Vídeo de Ju Tolêdo

Pilares do Marketing Nutricional

O marketing nutricional segue como um conjunto de ações que irão levar o consumidor a optar por um alimento baseado no seu valor nutricional. Ou seja, as informações nutricionais são a base das estratégias utilizadas no marketing nutricional. As propagandas e a difusão de informações nutricionais dos alimentos tornam a compra de algo mais consciente, fazendo também com que os consumidores participem de forma mais ativa de um estilo de vida mais saudável.

Existe uma relação direta entre o marketing nutricional e estilo de vida saudável, pois, se um alimento não é saudável para a saúde, não existe ações de marketing nutricionais relevantes para tal alimento. Em relação a alimentos ruins, existem diversas informações nas mídias sobre o malefício desses alimentos, o que seria um marketing contrário a venda de um alimento.

Para saber quais alimentos são benéficos e maléficos, o marketing nutricional possui dois importantes pilares: as estratégias de marketing com foco na propaganda nutricional dos alimentos e a correlação destas propagandas com as informações nutricionais contidas no rótulo desses alimentos.

Qual a importância do marketing nutricional?

O marketing nutricional tornou-se algo importante e lucrativo ao longo do seu amadurecimento. Conforme a preocupação das pessoas por um estilo de vida saudável, as propagandas de marketing de alimentos nutritivos e benéficos passaram a gerar grandes receitas dentro desta indústria alimentícia. Mas, em um contexto maior, você poderá ver logo a seguir, argumentos que apontam a importância do marketing nutricional nos dias de hoje:

1 – Promove a busca consciente por alimentos saudáveis

Segundo dados lançados por uma pesquisa de responsabilidade da Euromonitor International, 28% dos consumidores brasileiros fazem a escolha de produtos alimentícios com base no valor nutricional. A pesquisa também apontou que R$ 35 bilhões vão parar na produção e venda de alimentos funcionais. Isso aponta que os consumidores que estão a procura de orientação nutricional fazem a indústria alimentícia disponibilizar cada vez mais opções de alimentos saudáveis. Toda a escolha feita de forma consciente faz parte de um estudo complexo que nasce no interesse do consumidor final ou shopper.

2 – Educação Alimentar

Não existe uma educação alimentar no Brasil. O que podemos ver com o marketing nutricional é que a preocupação com a educação alimentar vem tomando forma nos últimos anos. Os nutricionistas ainda encontram grandes dificuldades em relação a forma como os alimentos são vistos pelas pessoas. Mudar os hábitos alimentares de uma pessoa é reeducar alguém a se alimentar de forma correta. Quando isso é mostrado para as pessoas, com pequenas ações, como ler os rótulos dos alimentos antes de comprar, optar por alimentos mais saudáveis, fazer refeições em horários certos, em quantidades necessárias, é algo ainda que caminha vagarosamente.

3 – Promover a alimentação saudável entre adultos e crianças

Não existem argumentos mais forte do que fazer as crianças adquirirem bons hábitos alimentares e tornarem-se adultos mais saudáveis. A redução do risco de diabetes, hipertensão arterial, obesidade, entre outras doenças, podem ser promovidas com ações de marketing nutricional que além de beneficiar a saúde de adultos e crianças, não deixa de gerar grandes receitas na produção e venda desses produtos.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

icone google

Quer aprender a posicionar os seus serviços no Google?

Você vai aprender desde a criação do seu site, organização de páginas e postagens, técnicas de SEO para negócios locais, como o Google funciona e como posicionar o seu site nas melhores posições dos buscadores.